Transformação Digital: como será o seu trabalho daqui a 10 anos?
Transformação Digital: como será o seu trabalho daqui a 10 anos?

Luís Gustavo Leão e Robson Carvalho, Co-fundadores da Pop Comunicação.

 

Estamos vivendo uma nova revolução industrial. Você pode nem ter percebido, mas em 10 anos, muita coisa mudou. O Spotify praticamente faliu as gravadoras, o Netflix tomou o lugar das locadoras e o  Google substituiu os catálogos telefônicos, páginas amarelas e enciclopédias. Da mesma forma, o whatsapp está complicando as operadoras de telefonia e as mídias sociais estão atrapalhando os veículos de comunicação. Nos transportes, o Uber está incomodando os taxistas e o Waze acabou com o GPS. O Original e o Nubank ameaçam o sistema bancário tradicional.

 

E você acha que vai durar quanto tempo o seu emprego e a sua empresa na forma atual? Essa é uma grande reflexão. Apesar de ser “modinha” para os players da área de tecnologia e marketing, para quem ainda não ouviu falar, anote este nome: Transformação Digital.

 

É uma transformação de empresas conservadoras em todas as áreas. Não só no discurso, e sim na prática, no dia a dia, envolvendo pessoas e tecnologia em todos os pontos de contato. É preciso reinventar o seu modelo de negócio para continuar no jogo. Não estamos falando de um conceito para o futuro, e sim um conceito para hoje, para agora, para as empresas que querem se manter vivas.

 

Os hábitos do seu público e do seu consumidor mudaram drasticamente e consequentemente a sua forma de consumir mídia. Se a sua empresa não rever em caráter de urgência o seu core e o seu propósito no mundo em que ela esta inserida, em poucos anos ela pode acabar.

 

Acredite. Vamos acordar, pois isso já é um caminho sem volta. O que iremos discutir neste artigo a partir das próximas linhas não é se a sua empresa tem que se transformar ou não. A questão é como ela vai se adaptar à esta grande transformação digital.

 

E para que a transformação digital aconteça de fato no seu negócio, ela precisa acontecer principalmente no mindset dos diretores e de toda a sua equipe. Essa reflexão precisa ser de todos os funcionários porque a transformação digital tem que acontecer no negócio e não só na fachada. E como já dizia Clay Shirky: “A revolução não acontece quando a sociedade adota novas ferramentas. Acontece quando a sociedade adota novos comportamentos”.

 

Mas o que muda? O grande segredo para iniciar um processo de transformação digital na sua empresa é entender a mentalidade do novo consumidor. Neste artigo vamos falar em linhas gerais desta transformação no marketing, mas é muito importante você ter a consciência que ela precisa ser implantada em todos os pilares do seu empreendimento.

 

O consumidor é outro e agora pessoas comuns influenciam outras pessoas com suas expectativas e suas frustrações. Está cada vez mais caro conseguir e atenção do seu cliente pois a propaganda tradicional está ameaçada pelo conteúdo e pelo conceito de inbound marketing.

 

Ninguém “gosta” de propaganda porque ela é invasiva. No Spotify o usuário paga para se livrar dos anúncios. A Netflix só é a Netflix porque não tem propaganda. Qualquer Youtuber pode virar um veículo e entregar resultado. Assistir um comercial será uma inconveniência reservada aos pobres e pão duros, e pagar para aparecer será um atestado de irrelevância.

 

Mas as empresas não irão fazer mais propaganda? A questão não é essa. Elas continuarão sim, mas a fórmula não é mais a mesma, pois o seu cliente mudou muito nos últimos 10 anos. Assim, dominar o seu território de conteúdo, é uma obrigação das marcas. Os valores da sua empresa agora vem “impressos” no conteúdo.

 

Mas e agora, o que fazemos? Como dizia Roberto Martini, “A gente pula da janela, e aprende a voar no cominho”. Isso porque nessa nova era, não existe mágica para ter sucesso. O marketing muda todos os dias e é preciso um exercício diário de aprendizado de novas possibilidades. Parafraseando Alwin Toffer, analfabeto não é mais quem não sabe ler, mas, aquele que não quer mais aprender, aprender, aprender, reaprender.

 

Tudo começa com a mudança dos hábitos dos consumidores. Em seu livro marketing 4.0, Philip Kotler, diz que o foco é no comportamento das pessoas diante desta nova economia digital. É preciso entender que todos nós buscamos na internet informação de qualidade e conteúdo relevante: algo que vai acrescentar de fato alguma coisa em nossas vidas. Vale lembrar também que o seu público não quer ver só publicidade ou “posts” com fotos do seu produto ou serviço. Ninguém aguenta ver só propaganda na internet. No digital, as pessoas tem poder de igual pra igual: se cansou, deixa de seguir e se não gostou, ela comenta.

 

As pessoas se tornaram mais importantes que as marcas. É necessário uma profunda adaptação na forma de se fazer propaganda, pensando fora da caixa, com presença estratégica no ambiente digital e criando “advogados” para a sua marca, pois é este novo consumidor 4.0 que irá determinar a sobrevivência da sua empresa nesta nova economia. A hora de se reinventar é agora, não porque atrás vem gente, mas sim, porque tem muita gente na nossa frente. E a sua empresa como está? Um forte abraço e até a nossa próxima conversa.