• Por que a sua empresa precisa se adaptar ao marketing digital?
  • Por que a sua empresa precisa se adaptar ao marketing digital?
Por que a sua empresa precisa se adaptar ao marketing digital?

 

Falar de marketing digital hoje em dia está cada vez mais comum. A grande verdade é que a forma das empresas divulgarem seus produtos e serviços mudou muito, pois os hábitos dos consumidores e clientes também mudaram. Já foi o tempo que o programa noturno das pessoas era apenas assistir a novela.

 

Hoje, elas assistem a programação da TV, mas também navegam pela internet, utilizam diversas redes sociais, se comunicam pelo aplicativo Whatsapp, leem revista e escutam música, tudo ao mesmo tempo.

 

Se os hábitos mudaram, se as pessoas estão consumindo cada vez mais as novas mídias, principalmente as digitais, as marcas e empresas precisam estar presentes nestas plataformas e comunicar-se com estes públicos e com os seus clientes de forma eficiente. E a sua empresa como está?

 

Tudo mudou. A mídia mudou e utilizar apenas a forma antiga de divulgar o seu negócio e falar com o seu público não basta e não funciona mais. É preciso interagir com o novo cliente agora, cada vez mais participativo. Nas agências de propaganda, muita coisa também mudou, e se as agências não estiverem preparadas para divulgar a marca de seus clientes desta nova forma, em pouco tempo também estarão fora do mercado.

 

A internet já é a segunda maior mídia do país, atrás apenas da TV. Para se ter uma ideia do impacto disso, segundo dados da rede social Facebook, oito em cada 10 internautas brasileiros possuem um perfil. Mas marketing digital é Facebook?

 

Justamente por estes números, estatísticas e por essa rede social ser hoje a maior do mundo, muitas pessoas acreditam que fazem marketing digital em suas empresas apenas pelo fato de possuírem uma conta ativa. O Facebook é sim uma forma de divulgação presente no ambiente digital, mas o marketing digital não se resume apenas a ela. Existem diversas outras possibilidades.

 

Assim como no ambiente off-line, existem outras formas de divulgação como TV, rádio, jornal, revista, outdoors, ações promocionais, dentre outras; no ambiente digital também existem formas de divulgar o seu negócio, que vão desde o Facebook, Instagram e outras rede sociais, até divulgação no Youtube, Google Adwords, Whatsapp, rede de Display (banners), remarketing, sites, blogs, email marketing, landing pages, aplicativos, dentre outras.

 

O marketing digital comparado com as mídias de massa em relação ao investimento em mídia, possui um custo muito menor, e além disso, com a possibilidade de medir resultados, através de métricas e relatórios.

 

Isso significa que quando se faz um anúncio de revista por exemplo, você sabe qual o público e tiragem daquele veículo, mas não consegue saber quantas pessoas realmente viram o seu anúncio efetivamente.

 

Já na internet os resultados e impactos são todos controlados e medidos, o que ajuda muito na análise de retorno do investimento (ROI) e do custo x benefício. Você já parou para pensar como um cliente busca o telefone da sua empresa?

 

Já foi o tempo que o catálogo telefônico era a principal forma de divulgação e busca por telefones. Hoje, a maior parte das pessoas buscam pelo mecanismo de pesquisa do Google. Inclusive, cerca de 70% das pessoas buscam pelo próprio aparelho de celular.

 

Se um cliente buscar a sua empresa na internet, ele consegue encontrá-la? E o seu site está atualizado para ser melhor visualizado pelos dispositivos móveis? É uma boa reflexão! O seu negócio precisa de presença estratégica neste ambiente. É o que chamamos de presença digital.

 

E ainda, se a maior parte dos acessos são feitos através de dispositivos móveis, como celulares e tablets, o seu site também precisa estar atualizado para melhor se adaptar para o mobile, de forma mais responsiva, ou seja, adaptável e melhor visualizado em qualquer tipo de dispositivo de acesso.

 

É muito importante sabermos também que o perfil deste novo consumidor também mudou. Ele não apenas recebe informação como antigamente assistia a TV ou escutava o rádio. Hoje, com a possibilidade de interação na internet, ele curte, discorda, compartilha e manda mensagem. E ele busca infomação de qualidade e não apenas promoção e anúncios publicitários.

 

Fazer só propaganda no ambiente digital e nas redes sociais não funciona e é um grande erro. No marketing de conteúdo, as empresas precisam atuar de forma marcante e profissional, produzindo conteúdos relevantes, que sejam de interesse do seu target.

 

Na era das plataformas digitais interativas, a essência de todo o processo é o consumidor. Ele mudou, não quer ser apenas expectador nos processos entre emissor e receptor. Ele busca interação de igual para igual.

 

Por isso, conhecê-lo, respeitá-lo e considerá-lo é peça fundamental e importante nessa relação. Caso desejem de fato tomar conta dos seus destinos e de seus mercados no futuro, a maneira de pensar comunicação, marketing e novas tecnologias por parte da maioria das empresas, ainda precisa passar por uma grandiosa evolução e adaptação.

 

Por outro lado, não significa que as antigas formas de divulgação, como a TV, rádio, jornal e revista vão acabar ou que as empresas não devem utilizá-las. Muito pelo contrário, elas atingem muito bem o seu cliente onde a internet às vezes não atinge.

 

O importante é a reflexão e análise sobre a mudança dos hábitos e perfis dos consumidores de acordo com os objetivos, públicos e verba da sua empresa, utilizar um mix de comunicação e mídia on e offline, capaz de conversar com seu público de forma clara, com o melhor custo x benefício, e principalmente, com foco em resultados.

 

Alguns vão encarar essa realidade com temor, outros enxergarão nela a oportunidade de serem pioneiros nestas novas formas de marketing. Estes, ao que tudo indica, serão os líderes de seus segmentos depois de redefinidos.

 

Luís Gustavo Leão

Publicitário, Jornalista, Especialista em Marketing e MBA em Gestão Empresarial. Sócio-diretor da Pop Comunicação Inteligente.

Artigo originalmente publicado na revista Momento SEAC de Belo Horizonte, Minas Gerais, julho de 2017.